Dance Of Days

Letra de Preludio ao Testamento do Apan

Letras de Dance Of Days

"Preludio ao Testamento do Apan"

Prelúdio ao Testamento do Apanhador (Ou Daqui até Granadinas é tão longe...)

Eu comprei todas as promessas
e me fizeram pedra
com o peso do mundo nas costas.
Será que fui tão tolo assim
em ver bondade até na hora de perder?
Será?
Talvez...

Mas que seja eterno o que é teu em mim
e meu em teu sangue,
que o que é certo é o que fica...

Pois mesmo ferido, juro,
não posso prosseguir sem lutar.
Minha luta é minha espada,
meu tesouro meu irmão
e minha glória o coração.
Entendes?

Mas que seja eterno o que é teu em mim
e meu em teu sangue,
que o que é certo é o que fica
e o que se parte não faz parte de nada...
de nada que queremos.

Sou guerreiro, e sim, existe o bom e o mau,
mas tenho que acreditar no que é bom.
Se tenho orgulho, é de enfrentar meus demônios,
pois assim sinto que meus deuses me guiam.
E se partir, que fique a lição,
eu sou a mão, você a metade.
Que o que resta no abismo
é só a maldade.