Dorival Caymmi

Letra de Retirantes

Letras de Dorival Caymmi

"Retirantes"

Vida de negro é difícil
É difícil como quê

Eu quero morrer de noite
Na tocaia me matar
Eu quero morrer de açoite
Se tu negra me deixar

Vida de negro é difícil
É difícil como quê

Meu amor, eu vou m'embora
Nessa terra vou morrer
O dia não vou mais ver
Nunca mais eu vou te ver

Vida de negro é difícil
É difícil como quê