Zé Ramalho

Letra de O Apocalipse De Ze Limeira

Letras de Zé Ramalho

"O Apocalipse De Ze Limeira"

Quem acha que é preciso 
O mundo se acabar 
Pra ver o povo virar 
Teleco-teco na terra 
Buliram na atmosfera 
Desse sistema solar

Eu vejo que é muito frágil 
Pitomba presa num galho 
De aroeira parida 
Humanidade fundida 
No forno quente de belzebu

Eu vejo o apocali - psicologia profunda 
De que um dia virá 
Um astronauta para me salvar

Pressinto nuvens escuras 
Enferrujando armaduras 
Um terremoto lumar 
O anjo da virgindade 
Fará de toda maldade 
Um cogumelo solar

Um amuleto divino 
No braço do pequenino 
Escapulário de luz 
Explorador da bondade 
Está em cada cidade 
Até no brejo da cruz

Eu vejo no apocali - psicologia profunda 
De que um dia virá 
Um astronauta para me salvar