Adriana Calcanhotto

Letra de O verme e a estrela

Letras de Adriana Calcanhotto

"O verme e a estrela"

Agora sabes que sou verme
Agora sei da tua luz
Se não notei minha epiderme
É.. nunca estrela eu te supus
Mas se cantar pudesse um verme
Eu cantaria a tua luz!

Se eras assim
Por que não deste
Um raio brando ao teu viver?
Não te lembrava
Azul-celeste
O céu talvez, não pode ser
Mas, ora.. enfim, por que não deste
Somente um raio ao teu viver?

Olho e examino minha epiderme
Olho e não vejo a tua luz!
Vamos que sou, talvez, um verme
Estrela nunca eu te supus!

Olho e examino minha epiderme
Ceguei ceguei a tua luz