Abel e Caim

Letra de Envergonhado (Anacleto Rosa Junior)

Letras de Abel e Caim

"Envergonhado (Anacleto Rosa Junior)"

Eu muitas vezes te julguei sincera
Por ter sofrido tanto na vida
Mas enganei-me a teu respeito
Por que não passa de uma fingida.
Amargurado agora confesso
Nem tua sombra eu quero ver
Sinto a vergonha corar meu rosto
E me arrependo em te querer.

Dei meu afeto, dei meu carinho
Mas enganaste o meu coração
Mas preferiste a liberdade
Para seguir-te de mão em mão
Que triste sorte me deu o destino
Ganhei espinho em vez de flor
O juramento que me fizeste
Foi só mentira e não amor.
CONTINUAR