Roberto Carlos

Letra de Não Há Dinheiro Que Pague

Letras de Roberto Carlos

"Não Há Dinheiro Que Pague"

Minha madrasta bem vinda no caminho 
Onde andaremos os três 
Nós já podemos dizer 
Nossa casa, e o vale verde 
Que se dá por trás dessas janelas 
Será minha maneira mais sincera de lhe ver 

Minha madrasta bem vinda na varanda 
Onde me escondo dos medos 
Na paz que ofereço a você 

Nossa casa, aceite o afeto 
De quem sempre andou tão só na vida 

Que seja o nosso encontro 
O ponto, o sol de um novo dia 

Minha madrasta bem vinda 

Nossa casa, aceite o afeto 
De quem sempre andou tão só na vida 
Que seja o nosso encontro 
O ponto, o sol de um novo dia 

Minha madrasta bem vinda por aqui
CONTINUAR